Terapia Ocupacional

simbolo terapia ocupacional

O Curso de Graduação em Terapia Ocupacional estrutura-se para responder às necessidades de formação, em nível de graduação, de profissional da saúde, da esfera social e educacional, capacitado para atuar em todos os níveis de atenção com visão ampla e global da funcionalidade humana e da interação harmônica dos contextos de vida, saúde e social, com atenção ao cuidado individual e/ou coletivo por meio de instrumentos terapêutico de atuação, próprio dos atos privativos legais dessa profissão.

A prática da Terapia Ocupacional insere-se nas áreas de atenção do Sistema Único de Saúde (SUS), Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e Educação, e remete o profissional desse campo a uma atuação clínica, social e educacional, perpassando desde a atenção básica até os níveis de mais alta complexidade. A atuação desse profissional implica em ações de prevenção, promoção, intervenção, reabilitação e paliação. Sempre integrando num enfoque interdisciplinar e territorial. Dessa forma, o terapeuta ocupacional é preparado para formular, implantar, organizar, monitorar e avaliar políticas, planos, programas, projetos e serviços.

Duração: 8 (oito) semestres, no mínimo, e de 12 (doze), no máximo.

Áreas de Atuação:
O campo de atuação do terapeuta ocupacional da Universidade de Brasília (UnB) – Faculdade de Ceilândia (FCE) é amplo. O terapeuta ocupacional está apto a atuar, pautado em princípios éticos, nos três níveis de atenção à saúde e em diferentes áreas, como: campo social; contextos hospitalares; contexto escolar; gerontologia, saúde da família – saúde criança e do adolescente; saúde do adulto; saúde do idoso; saúde do trabalhador; saúde mental.

Perfil do Egresso / Mercado de Trabalho
O mercado de trabalho vem absorvendo os egressos de Terapia Ocupacional no serviço público, especialmente no Distrito Federal e em Regiões Administrativas, embora haja egressos atuando em diferentes regiões do país. Nestes serviços, observa-se grande inserção em hospitais gerais, hospitais especializados, Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) Transtorno e Álcool e Drogas, Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), presídios e no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O mesmo ocorre em organizações sociais, como na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), e no serviço privado com a atuação em clínicas particulares. Muitos desses egressos são preceptores do Estágio Supervisionado Curricular em Terapia Ocupacional. Pode-se observar também a efetiva participação dos egressos em variados Programas de Residência e Pós-Graduação Latto Sensu e Stricto Sensu.

CONTATO: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

 

Mural de Publicações

  Resultado Atividades Complementares Edital 02/2019 - Terapia Ocupacional

  Retificação - Edital de Entrega dos Comprovantes e Inclusão das Atividades Complementares - 2/2019

Cronograma - Trabalho de Conclusão de Curso (TCC2) de Terapia Ocupacional - 2/2019
Cronograma das Atividades Complementares [em breve]
Cronograma de Reuniões Ordinárias do Colegiado de Terapia Ocupacional FCE/UnB em 2019.2
Cronograma de Reuniões do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Terapia Ocupacional FCE/UnB em 2019.2